Como minimizar o impacto da pandemia nos negócios?

De que maneira você pode se adaptar e reduzir os prejuízos? Listamos aqui algumas ações possíveis para esse momento. Com isso você começará a se organizar e assim escolher os melhores caminhos.

Antes de mais nada, você precisa ter em mente 6 fundamentos básicos

Com isso você poderá começar a se organizar e escolher o melhor caminho.

  • Não é hora de ganhar dinheiro
  • Não use o gatilho de urgência
  • Ordem, coordenação e planejamento
  • Comunique-se
  • Corte custos extras
  • Realoque. Não demita.

Os detalhes que farão
toda diferença em seu negócio

Não tire férias

A quarentena não é o momento para o empreendedor maratonar sua série favorita ou para colocar o sono em dia. Aproveite para ler, fazer cursos on-line, atualizar sistemas internos, organizar ideias, treinar funcionários (à distância) e quem sabe até criar produtos e serviços. Estar sem o ruído da multidão por um tempo pode te fazer mais criativo. E é nas crises que a inovação tem o maior potencial para surgir.

Fale com o seu contador

O governo lançou um pacote de medidas de R$147 bilhões para combater a pandemia que beneficiam, entre outros, ao micro e pequeno empresário. Entre as medias anunciadas, estão a concessão de crédito para micro e pequenas empresas, adiamento da parte da União do imposto Simples Nacional por 3 meses e adiamento do prazo de pagamento do FGTS por três meses. Converse com seu contador para saber se sua empresa se habilita. Ele também pode te orientar sobre questões como: home office, férias coletivas e demais alternativas para redução de custos com colaboradores.

Home-office

Será que esse é o momento para desenvolver rapidamente algo totalmente novo? O seu negócio pode ser totalmente digital? Sua empresa pode funcionar home-office? Seu curso pode ser on-line? Você pode usar alguma plataforma digital para continuar fornecendo seu serviço ao seu público? Mudar totalmente o formato do seu negócio pode mantê-lo funcionando enquanto essa pandemia não passa. Adaptabilidade rápida pode fazer a sua empresa sobreviver e quem sabe até prosperar neste momento de crise.

Proativamente

Como você deve ter percebido, durante uma crise tudo muda rápido demais! Na China, algumas das primeiras empresas a se recuperar olharam pro-ativamente para o mercado e anteciparam as mudanças.

É importante também que você saiba exatamente quanto dispõe de fluxo de caixa e reserva financeira para manter a sua operação caso as coisas compliquem. Planilhe tudo. Este tipo de dado te dará a segurança necessária para tomar decisões.

Ofereça novos serviços

Uma alternativa é identificar novos serviços que podem ser disponibilizados. Por exemplo, você pode aproveitar o momento para prestar consultoria ou oferecer cursos, tudo on-line.

Academias de ginástica e profissionais desse setor estão aproveitando essa fase para criar treinos, disponibilizando virtualmente aos clientes. Outro exemplo são os psicólogos, que estão dando continuidade aos atendimentos utilizando salas virtuais. Quem pode trabalhar com delivery, não deixe de implementar em sua empresa.

Fique atento(a)

Mais algumas dicas que podem ser aplicadas em diferentes ramos de atuação.

Linhas de crédito

As instituições financeiras estão dando prazo de até 60 dias para pagamento de empréstimos já existentes que estavam em dia

Impostos

Neste período de crise as optantes do Simples Nacional receberam o benefício de postergar o pagamento das guias

Contratos

Uma das melhores formas de resolver questões sobre contratos firmados antes do coronavírus é com uma boa conversa.

Ferramentas gratuitas

Algumas empresas disponibilizaram algumas ferramentas gratuitas durante a pandemia. Aproveite!

Estratégias

Se você está perdido, essa é a hora de se acalmar e começar a pensar em soluções. Para te ajudar nessa tarefa, desenvolvemos uma tabela com algumas propostas de ações. Confira:

 EstratégiaSugestãoO que não fazer
Hotéis e pousadasRemarcaçãoA principal estratégia para não perder suas reservas e evitar o reembolso dos clientes é oferecendo a opção de remarcação gratuita. Se possível, você pode fazer upgrades ou oferecer pequenas vantagens para o cliente que reagendar uma data com antecedência.

Não cobre taxas de cancelamento ou remarcação. Isso fará com que a sua empresa seja vista como insensível diante dos acontecimentos.

Não tente diminuir a periculosidade do vírus na sua comunicação.

Bares e restaurantesMitigação

Invista no Delivery. Em todos os países afetados pelo vírus até o momento, o aumento de pedidos em aplicativos de entrega cresceu consideravelmente. Muitos restaurantes estão mantendo APENAS sua operação de entregas.

Caso não seja possível, se seu estabelecimento possuir áreas ao ar livre, dê prioridade para elas na comunicação. Disponibilize álcool em gel para seus clientes, trabalhe com um número reduzido (e afastado) de mesas e higienize o ambiente constantemente. Produza comunicação interna para deixar claro as medidas que você está tomando.

Não ignore recomendações regionais para o fechamento de estabelecimentos. Não faça inaugurações ou eventos com alto volume de pessoas.

Não tente diminuir a periculosidade do vírus na sua comunicação.

ComércioMitigação

Comércios vão sofrer e os danos são quase inevitáveis. O foco deve ser em tentar diminuir o prejuízo.

Se você possui a opção de entregar produtos na casa dos seus clientes, essa é a hora de colocar o plano em prática. Pedidos via Whatsapp com entrega (ou retirada) programada, são excelentes opções. Algumas lojas da Europa estão fechadas para a circulação de pessoas, mas você pode fazer o seu pedido online e retirá-lo na porta da loja.

Não trabalhe grandes promoções e evite aglomerações em sua loja. Se possível, adie lançamento de novos produtos e eventos.

Não tumultue filas e caixas. Se necessário, opte por um sistema de senhas.

Prestadoras de ServiçosRetenção

Centralize todos os seus esforços no atendimento e retenção de clientes. Este não é um bom momento para investir em prospecção.

Garanta que seus clientes estão sendo bem atendidos e ofereça soluções pró ativas para que eles sintam que podem contar com você no momento de crise.

Não concentre esforços na aquisição de novos clientes. Em períodos como este as empresas evitam fazer investimentos. Espere as coisas se tranquilizarem.

Não vacile no atendimento. Em uma crise, é natural que seus clientes se sintam inseguros. Se você possuir um bom atendimento, pode proporcionar para o cliente o conforto que ele precisa para tomar decisões.

EventosRemarcação

Se você possui um evento agendado para o próximo mês, é bem provável que você precise remarcar. Comunique para seu público sobre o cancelamento e mencione a resolução municipal/regional que sugeriu a medida.

Disponibilize para o seu público a opção de continuar com o ingresso válido para a nova data, ou conseguir o reembolso integral do valor pago.

Se possível, ofereça alguma vantagem, brinde ou benefício para aqueles que decidirem manter o ingresso.

Não ignore recomendações regionais para o cancelamento de eventos. Não tente evitar que as pessoas consigam o seu reembolso. Não tente diminuir a periculosidade do vírus na sua comunicação.

“Ter informações em mãos é muito importante nessa hora. Saber qual é o negócio que está pensando em abrir, o tipo de recursos que vai utilizar, qual o público dele e como será o produto. Se o negócio envolver importação ou exportação, por exemplo, não é um bom momento que o projeto saia do papel, porque devido ao coronavírus esse tipo de negociação fica comprometida “

Dora Ramos

CEO da Fharos Contabilidade e Gestão Empresarial

“Se já possui um negócio é importante entender de fato o que o seu consumidor precisa, entregar um bom serviço/produto, fidelizar o cliente e se reinventar. Também é importante ter opções para o cliente, assim ele pode optar por um mais em conta, dependendo da sua condição financeira”

Flavio Figueiredo

Assessor de investimentos Valor Investimentos

“Empréstimo não é um bom negócio, a não ser que seja para comprar um maquinário novo para ter maior lucro. Essa será uma dívida boa para aumentar a capacidade produtiva e lucro da empresa. Mas, se o crédito for para capital de giro ou divida não é aconselhável”

Jonair Pereira da Costa

Professor de economia e finanças da Multivix

É o momento para abrir um novo negócio ou é importante esperar?

Negócios podem ser abertos em momentos de crise, mas para isso é importante pensar em dois fatores: ele vai ser direta ou indiretamente afetado pela crise? O planejamento foi bem feito? Especialistas orientam cautela neste período conturbado.

Faça 05 perguntas antes de tudo.

Antes de se desesperar pela falta de clientes responda as cinco perguntas abaixo.

Antes de solucionar o problema, vamos entender o tamanho dele: Você precisa entender o quanto você é afetado e o quanto isso pode te prejudicar a curto, médio e longo prazo.

Embora isso possa causar uma certa ansiedade, é importante que você faça os cálculos por um viés realista-pessimista. Durante uma crise, ser otimista pode te fazer negligenciar os problemas que estão por vir.

Você não precisa passar por nada disso sozinho. Faça uma relação das pessoas que podem te ajudar a superar este momento e abra o jogo para elas. É importante que todos os envolvidos no processo de recuperação conheçam o real cenário em que se encontra o negócio e estejam motivados a dar a volta por cima.

Estas pessoas podem ser amigos, colaboradores, líderes, mentores e parentes. O importante é que sejam pessoas de sua confiança.

Se você já voou de avião, deve se lembrar dos comissários de bordo dando as instruções de segurança e pedindo para que os passageiros memorizem onde fica a saída de emergência mais próxima. Correto? Não é incomum que eles ainda reforcem: “a saída mais próxima pode estar atrás de você!”.

É isso que você precisa ter em mente nesta etapa: Para onde você vai fugir enquanto as coisas não melhorarem. Você possui uma reserva financeira? Pode mudar o seu modelo de negócio? Quão rápido você pode se adaptar as mudanças de mercado?

Se você trabalha com diferentes canais de vendas e/ou diferentes produtos, comece AGORA MESMO a medir quais deles são mais ou menos afetados pela crise.

É bem provável que você tenha que fazer alterações na sua estratégia de canais e distribuição de produtos em uma velocidade absurda. Ter estes números em mãos vão te ajudar a tomar decisões mais assertivas.

Pode parecer besteira em um primeiro momento, mas a sua dedicação (principalmente se você for o único gestor do negócio), será altamente responsável pelo sucesso das suas ações.

Planejar seu retorno para o mercado, pensar em novas formas de distribuição e concentrar esforços em atendimento ao cliente podem te colocar em uma posição de vantagem quando o mercado voltar ao normal. Por isso, nada de braços cruzados. É hora de trabalhar!

Esperamos ter ajudado

Ainda está perdido ou precisa conversar?